01 de dezembro

GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais
18/11/22 às 14h55 - Atualizado em 18/11/22 às 14h55

GDF entrega termos de permissão de uso para feirantes no Riacho Fundo II

COMPARTILHAR

Os documentos que permitem o uso de boxes na Feira Permanente da região administrativa foram concedidos nesta sexta-feira (18) em solenidade no equipamento público

Adriana Izel, da Agência Brasília | Edição: Carolina Lobo

Quarenta e sete boxes da Feira Permanente do Riacho Fundo II terão novos ocupantes. Nesta sexta-feira (18), os feirantes receberam do Governo do Distrito Federal (GDF) os termos de permissão de uso. O documento assegura o direito de trabalho no local pelo prazo de 15 anos, podendo ser prorrogado por igual período.

“Hoje nós estamos entregando 47 termos e, com isso, 99% da feira está contemplada. Isso é muito importante. A feira só tem vida se tiver comércio, se tiver negócio acontecendo. Daqui as pessoas vão tirar o sustento das suas vidas”, afirma o secretário de Governo, José Humberto Pires.

O titular da pasta fez a entrega de dez concessões representando os demais habilitados que receberam o termo e a chave dos boxes em uma solenidade na Feira Permanente. “A entrega dessa chave tem um significado muito grande para essas famílias. Eram feirantes que estavam em outras áreas aqui da cidade. Todos foram agregados aqui e passaram por um processo seletivo e estão em condições de desenvolver suas atividades”, acrescenta o secretário.

O secretário de Governo, José Humberto Pires, diz: “Hoje nós estamos entregando 47 termos e, com isso, 99% da feira está contemplada” | Fotos: Paulo H Carvalho/Agência Brasília

O presidente da Associação Feira Permanente do Riacho Fundo II (Asfprf-II), José Pereira Neto, conta que essa era uma luta de 15 anos dos comerciantes. “É um sonho realizado e uma das nossas lutas. Essa entrega é importantíssima, porque traz fomento, movimento, dinheiro e gera emprego e renda para a nossa cidade”, revela.

O administrador do Riacho Fundo II, Rafael Mazzaro, diz que os termos eram muito esperados e que vão beneficiar os comerciantes. “É a entrega de um sonho: dar dignidade para os feirantes. A dignidade foi dada. Agora é geração de emprego e renda”, ressalta.

Novos permissionários

Os novos permissionários foram selecionados entre 220 concorrentes que participaram da licitação da Secretaria Executiva das Cidades. Venceram aqueles que fizeram a maior oferta pelo uso do espaço público. Os boxes faziam parte do lote remanescente da primeira concorrência lançada em 2021.

Marisa Hernandes foi uma das contempladas e recebeu o documento das mãos do secretário José Humberto

Marisa Hernandes, 48 anos, foi uma das contempladas e recebeu o documento das mãos do secretário José Humberto. “Meu sonho era ter um cantinho para trabalhar no DF. Surgiu essa oportunidade e eu agarrei com unhas e dentes. Creio que já deu certo! Estou aqui para crescer”, declara. Em seu box, ela vai vender produtos naturais, como rapadura, queijo, doces e especiarias.

O feirante Ludimar Carneiro destaca: “Até então, muita gente não conhece e não sabe que a feira está aberta. Mais feirantes ajudam as vendas”

Morador da região de Água Quente, Ludimar Peres Carneiro, 68 anos, é outro feirante que ganhou a concessão e vai ocupar um dos boxes da feira para vender produtos naturais e especiarias. O box será uma nova ocupação para Carneiro, que estava aposentado. “É uma satisfação muito boa. Eu acredito que vai melhorar mais o público e facilitar as vendas. Até então, muita gente não conhece e não sabe que a feira está aberta. Mais feirantes ajudam as vendas”, destaca.

Considerado modelo pelo diferencial arquitetônico e por ser ecologicamente correta, a Feira Permanente do Riacho Fundo II possui 108 boxes. Cada box tem nove metros quadrados, espaço no qual poderão ser comercializados lanches, doces, carnes e aves, hortifrutigranjeiros, cereais e temperos, artesanato, calçados e bolsas, acessórios, ferramentas e utensílios domésticos. Também é permitida a prestação de pequenos serviços. Um único box tem 10,95 metros quadrados e é destinado a atividades de confecção.

Mapa do site Dúvidas frequentes