01 de dezembro

GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais
3/04/22 às 7h47 - Atualizado em 10/11/22 às 9h42

Obras de urbanização avançam em área da Codhab, no Riacho Fundo II

COMPARTILHAR

Pavimentação, colocação de meios-fios e implantação da rede de esgoto dão mais infraestrutura em áreas habitadas, com quase 40% dos trabalhos já executados.

Avançam as obras de urbanização em área da Companhia de Desenvolvimento Habitacional (Codhab) do Riacho Fundo II. Esta semana, operários do Governo do Distrito Federal seguem na QS 20 onde está sendo executada a pavimentação, colocação de meios-fios e implantação das redes de água e de esgoto. Cerca de 200 famílias já moram por lá.

Operários trabalham na pavimentação, colocação de meios-fios e implantação das redes de água e de esgoto na QS 20, no Riacho Fundo II | Foto: Tony Oliveira/Agência Brasília

De acordo com a engenheira civil da Codhab Jéssica Tavares, responsável por fiscalizar a obra, 32% da parte de pavimentação e drenagem já foi executada. Quanto à implantação das redes de água e esgoto, esse percentual é de 39%. A primeira deve ser concluída até 31 de agosto e a segunda, até o final de abril. Os prazos compreendem os trechos entre as QS 01 e QS 31.

O coordenador de Obras da Administração Regional do Riacho Fundo II, Isaías Carvalho, afirma que a expectativa dos moradores da região pelas intervenções e estruturações urbanas era grande, já que a promessa de execução na gestão anterior acabou não sendo cumprida. “Este governo veio para colocar em prática o que não tinha sido feito antes”, disse ele.

Progresso

Leia também

Moradores do Riacho Fundo II habilitados para regularização

Riacho Fundo II ganha novo campo de grama sintética

Restaurantes comunitários serviram quase 1,4 milhão de refeições em 2 meses

Francisco das Chagas, 55 anos, morava de aluguel desde 1975 no Gama. Em 2019 conseguiu comprar o terreno pela Codhab, começou a construir e logo se mudou. A obra em casa continua – e do lado de fora dela também. “Estamos mais contentes porque o barro e os buracos que se formavam aqui nos períodos de chuva nos impedia até de trazer os materiais de construção”, conta.

Já para Natal Oliveira Paes, a “chegada do progresso”, como ele se refere à estruturação da região, traz diversos benefícios: valoriza o seu lote, melhora sua saúde e promove conforto em casa. O terreno ganhou, em março, a caixa de implantação da rede de esgoto, o que vai permiti-lo, enfim, construir um banheiro, coisa que até então não tinha. “Sem falar na minha rinite que era atacada pela poeira da rua e que já está suave com a chegada do asfalto.”

Mapa do site Dúvidas frequentes