11 de julho

GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais
11/05/20 às 14h32 - Atualizado em 11/05/20 às 14h32

Área de ponto de descarte irregular de lixo e entulho é revitalizada no Riacho Fundo II.


A Administração Regional realizou em parceria com o programa GDF Presente, a revitalização de um ponto viciado de descarte irregular de lixo e entulho na QS 06, do Riacho Fundo II.
O local que era utilizado para o descarte, se tornou um lugar limpo e aspecto agradável.
O descarte irregular é considerado crime ambiental, prevê a aplicação de multas para quem for pego jogando lixo em área pública que pode variar de R$ 114 a R$ 11 mil. Além disso, é considerado crime jogar em terrenos baldios ou becos qualquer tipo de resíduo, seja domiciliar, comercial, industrial, entulho de obra, restos de poda de árvores e plantas, entre outros, conforme Lei Distrital nº 972, de 11 de dezembro de 1995, que dispõe sobre à limpeza pública.

Para combater o descarte irregular, a Administração Regional do Riacho Fundo II, disponibiliza áreas para a deposição regular dos resíduos da construção e demolição de pequenos geradores.
O ponto e local de descarte de pequenos volumes de entulho (até 1 m³), grandes objetos (móveis, poda de árvores etc.) e resíduos recicláveis, fica localizado na QN 27, na divisão de obras, funciona de segunda a sábado, das 8h às 18h. Mais informações também podem ser obtidas pelo telefone, 61 99248.7729.

A Administração Regional Realiza diariamente operação de limpeza no Riacho Fundo II que resulta na retirada de aproximadamente 30 toneladas de entulho todos os dias das áreas públicas da cidade, dos mais diversos, incluindo sofás e móveis velhos, resto de materiais de construção, uma tristeza. “A cidade pertence a todos nós, por isso precisamos fazer a nossa parte e descartar lixos e detritos em locais apropriados”, comenta a administradora, Ana Maria.
Preocupada com possibilidade de epidemia de dengue na região, a administradora regional, pede por conscientização dos carroceiros e da própria população que insistem em descartar resíduos em locais inapropriados do Riacho Fundo II, “assim mantemos a cidade limpa e organizada e livre do foco de dengue” completou.

Mapa do site Dúvidas frequentes Comunicar erros